Rastreio Correios é um serviço de rastreamento dos Correios onde você pode rastrear suas encomendas totalmente grátis com rapidez e segurança.

Aqui você pode rastrear compras/pacotes, Mercado Livre, Shopee, Amazon, AliExpress, eBay, OLX, Shein e outros.

Tipos de Selos Postais e Seus Significados

Os selos postais são pequenas obras de arte que não só cumprem a função prática de franquear correspondências, mas também contam histórias ricas sobre a cultura, história e os costumes de um país.

Vamos entender os diversos tipos de selos postais, desde os comemorativos que celebram eventos especiais até os fiscais com propósitos tributários específicos.


SEDEX – Serviço Expresso dos Correios

O SEDEX é um serviço expresso oferecido pelos Correios, amplamente reconhecido pelo nome que também aparece em carimbos. Essa opção de entrega rápida é ideal para situações em que a velocidade é essencial.


SEED – Serviço Especial de Entrega de Documentos

A sigla SEED representa o “Serviço Especial de Entrega de Documentos”, um serviço dos Correios cujo nome frequentemente aparece em carimbos. Esse serviço é projetado para a entrega rápida e segura de documentos importantes.


SEER – Serviço Especial de Entrega de Reembolso

O SEER é o “Serviço Especial de Entrega de Reembolso”, outra oferta dos Correios. Esse serviço é utilizado quando há necessidade de realizar entregas especiais relacionadas a reembolsos, garantindo um tratamento dedicado e eficiente.


SELO POSTAL – A Jóia da Correspondência

O SELO postal é a peça central da filatelia. Emitido pelos Correios, ele representa um valor e é colocado nas correspondências para possibilitar a entrega. Existem diversos tipos de selos, cada um com sua finalidade específica.


SELO ADICIONAL – Além do Necessário

O SELO ADICIONAL é aquele que é aplicado em uma carta além do selo de porte normal. Um exemplo é o selo da Hanseníase, que, além de cumprir a função de franquia, também tem uma finalidade social ao contribuir para a beneficência.


SELO AÉREO – Voando pelos Céus

O SELO AÉREO é destinado à correspondência por via aérea. No Brasil, os primeiros selos aéreos foram emitidos em 1927, marcando uma nova era na comunicação postal.


SELO BISSECTADO – Solução Criativa em Falta de Valor

O SELO BISSECTADO é um selo cortado pelo correio em sua metade, geralmente de forma transversal. Essa prática era comum na falta de selos de determinado valor. Por exemplo, cortavam-se selos de 200 réis ao meio quando não havia selos de 100 réis disponíveis.


SELO COMEMORATIVO – Celebrando Momentos Únicos

O SELO COMEMORATIVO é emitido com a finalidade de celebrar acontecimentos importantes, homenagear personalidades ou marcar eventos ligados à história e cultura de um país. Esses selos têm um período de circulação limitado e uma tiragem definida.


SELO CONDENADO – Uma Curiosidade Filatélica

O SELO CONDENADO é emitido com a finalidade de explorar os filatelistas. São “figurinhas” que atraem colecionadores curiosos. A FIP relaciona os países que emitem esses selos e elabora listas de emissões desse tipo.


SELO DE BENEFICÊNCIA – Contribuindo para o Bem

O SELO DE BENEFICÊNCIA não tem poder de franquia e é utilizado em períodos específicos. Sua renda destina-se à beneficência, contribuindo para causas sociais e humanitárias.


SELO DE BOBINA – Originário de Rolos

O SELO DE BOBINA é originário de rolos (bobina) de selos, geralmente denteado na parte superior e inferior e sem picote nas margens laterais. Esses selos são comumente utilizados em processos automatizados de franqueamento.


SELO DE INSTRUÇÃO – Treinamento nos Detalhes

O SELO DE INSTRUÇÃO é utilizado em treinamentos para funcionários postais. Embora não tenha valor de porteamento, desempenha um papel importante na familiarização com os procedimentos postais.


SELO DE DEPÓSITO – Interno e Vital

O SELO DE DEPÓSITO é interno aos Correios e é utilizado em vales postais. Sua presença é vital nos processos internos relacionados à gestão financeira.


SELO DE JORNAL – No Mundo dos Periódicos

O SELO DE JORNAL era usado no porteamento de jornais. No Brasil, os primeiros selos de jornal foram emitidos em 1889, embora atualmente não sejam mais utilizados devido às mudanças nos métodos de franqueamento.


SELO DEFEITUOSO – Exclusividade Acidental

O SELO DEFEITUOSO é impróprio para coleção devido a defeitos em sua produção. No entanto, esses selos podem tornar-se exclusivos e valiosos para colecionadores.


SELO DE SERVIÇO – Utilidade Funcional

O SELO DE SERVIÇO é utilizado por funcionários postais em alguns países. Sua emissão é específica para situações operacionais internas dos serviços postais.


SELO DE TAXA DEVIDA – A Solução para Franquia Insuficiente

O SELO DE TAXA DEVIDA é um selo especial que é aplicado sobre correspondências com franquia insuficiente. Ele representa uma solução para garantir o devido pagamento de taxas postais.


SELO DE TREINAMENTO – Preparando os Profissionais

O SELO DE TREINAMENTO é interno e destinado ao treinamento de funcionários postais. Embora não tenha valor de porteamento, desempenha um papel essencial na formação dos profissionais postais.


SELO DE TELÉGRAFO – Cobrando pela Comunicação Rápida

O SELO DE TELÉGRAFO era utilizado para cobrar a taxa necessária para a transmissão de mensagens telegráficas. No Brasil, foram emitidos selos de telégrafo em 1870, marcando uma fase importante na comunicação rápida.


SELO DESMONETIZADO – Memória Filatélica

O SELO DESMONETIZADO é um selo cancelado ou fora de circulação, não tendo mais valor para franquia postal. No entanto, esses selos mantêm seu valor histórico e são apreciados pelos colecionadores filatélicos.


SELO ESPECIAL – Além das Comemorações Tradicionais

O SELO ESPECIAL é uma emissão temática não relacionada a comemorações ou eventos específicos. Voltado à demanda filatélica, possui uma tiragem limitada, atraindo colecionadores por sua exclusividade.


SELO EXPRESSO – Rápido e Eficiente

O SELO EXPRESSO é destinado à correspondência expressa, garantindo a entrega rápida de documentos e pacotes importantes.


SELO ETIQUETA – Automação e Eficiência

O SELO ETIQUETA está associado aos autômatos de franqueamento. Ele desempenha um papel crucial na automação do processo postal, proporcionando eficiência e precisão.


SELO FILATÉLICO – Colecionando Arte Postal

O termo SELO FILATÉLICO é muitas vezes utilizado como sinônimo de selo comemorativo. Cada selo postal, por sua natureza, é filatélico, mas o termo geralmente destaca emissões especiais que atraem colecionadores.


SELO FISCAL – Tributando a Correspondência

O SELO FISCAL faz parte de coleções fiscais e é utilizado para cobranças relacionadas a impostos, emolumentos ou créditos. Emitidos sob a autoridade governamental, esses selos desempenham um papel crucial nas transações legais.


SELO LAVADO – Restaurando a Integridade

O SELO LAVADO passa por um processo de lavagem para remover impurezas, ferrugem ou mesmo sobrecargas e carimbos anteriores. Esse procedimento, muitas vezes feito por colecionadores, busca restaurar a integridade do selo.


SELO LOCAL – Representando uma Região Específica

O SELO LOCAL é emitido em uma determinada região e destinado ao uso exclusivo nessa localidade. Ele muitas vezes representa características específicas dessa região.


SELO MOEDA – Uma Jornada Monetária

O significado do termo SELO MOEDA pode variar, mas frequentemente refere-se a selos que incorporam elementos relacionados a moedas ou questões monetárias. Esses selos podem apresentar designs que destacam aspectos da economia ou da história monetária.


SELO NÃO DENTEADO – Sem Picos, Mas Cheio de Valor

O SELO NÃO DENTEADO é caracterizado pela ausência de picotes em suas bordas. Esses selos, muitas vezes mais raros, podem atrair colecionadores pela sua singularidade.


SELO NOVO – Sem Uso Postal, Sem Carimbo

O SELO NOVO é aquele que não foi usado postalmente e, portanto, não possui carimbos. Geralmente, é mais valorizado por colecionadores em comparação com selos usados.


SELO OFICIAL – A Marca da Correspondência Governamental

O SELO OFICIAL é destinado ao uso exclusivo na correspondência oficial, governamental. Embora tenha sido mais difundido no passado, ainda é utilizado em alguns países para representar a correspondência oficial.


SELOS OPOSTOS – Uma Conexão Visual Única

Os SELOS OPOSTOS referem-se a selos que são emitidos em pares ou grupos adjacentes, muitas vezes com designs complementares. Essa prática cria uma conexão visual única entre os selos.


SELO ORDINÁRIO – Simples, mas Necessário

O SELO ORDINÁRIO é um selo de série corrente, não comemorativo, com tiragem elevada e prazo de utilização indefinido. É a forma mais comum de selo usado diariamente para franquear correspondência.


SELO POSTAL – A Essência da Correspondência

O SELO POSTAL é o papel representativo de um valor, emitido pelos Correios para franquear correspondência. Dividido em selos ordinários e comemorativos, o selo postal é a essência da comunicação postal.


SELO PROVISÓRIO – Atendendo Temporariamente

O SELO PROVISÓRIO é emitido ou sobrecarregado em caráter temporário até a emissão do selo definitivo. Essa prática é comum em situações onde a emissão regular não está prontamente disponível.